Para garantir a qualidade dos seus produtos, a União Europeia criou, em 1992, sistemas de proteção e de valorização dos produtos agro-alimentares.

DENOMINAÇÃO DE ORIGEM PROTEGIDA (DOP)

Denominação que identifica um produto ou um género alimentício com o nome da região, de um local determinado ou, em casos excecionais de um país.
Os produtos agrícolas ou os géneros alimentícios são originários dessa região, local ou país, cuja qualidade ou características se devem essencial ou exclusivamente a um meio geográfico específico, incluindo os fatores naturais e humanos, e cuja produção, transformação e elaboração ocorrem na área geográfica delimitada.


INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PROTEGIDA (IGP)

Indicação que identifica um produto agrícola ou um género alimentício com a designação do nome de uma região, de um local determinado ou, em casos excecionais, de um país.
Os produtos agrícolas ou géneros alimentícios são originários dessa região, local ou país, e possuem determinada qualidade, reputação ou outras características que podem ser atribuídas a essa origem demográfica, e cuja produção, e/ou transformação, e/ou elaboração ocorrem na área geográfica delimitada; ou seja quando as características diferenciadoras dos produtos são diretamente atribuíveis ao contexto geográfico da região de origem.
Qual a importância da certificação DOP e IGP?
  • Incentiva a produção agrícola diversificada.
  • Protege os nomes dos produtos contra imitações e utilizações indevidas, assegurando a qualidade.
  • Ajuda os consumidores, fornecendo-lhes informações relativas às características específicas dos produtos.


Em Portugal, existem atualmente
17 frutas que possuem DOP e IGP

Esta experiência móvel está otimizada para os seguintes navegadores:

Se utilizares outro navegador pode afectar a visualização e funcionalidades da página durante a visita.

Compreendo e pretendo continuar, mesmo assim